Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro


Pages Navigation Menu

Realizações

Entre os resultados concretos alcançados pela Foirn ao longo de 25 anos de história, destacam-se:

a) demarcação e homologação pelo governo federal de cinco Terras Indígenas (TIs) contíguas no alto rio Negro, totalizando mais de 10 milhões de hectares;

b) formulação e execução de pequenos projetos comunitários de manejo de recursos pesqueiros e florestais;

c) desenvolvimento e implementação de um modelo de educação indígena por meio das escolas interculturais;

d) proposição e atuação no campo das políticas púbicas dirigidas à região (Gestão da Saúde Indígena no rio Negro / DSEI, Balcão da Cidadania, Proteção e Fiscalização de TIs, participação em conselhos de saúde e educação, Plano Diretor de São Gabriel da Cachoeira e Co-oficialização das línguas indígenas – baniwa, nheengatu e tukano, no município de São Gabriel da Cachoeira, desde 2002);

e) desenvolvimento de modelos social e economicamente sustentáveis de comercialização de produtos com valor cultural e ambiental agregado (cestaria, bancos, cerâmicas e mais recentemente, pimentas);

f) realização de pesquisas participativas (documentação da biodiversidade das TIs, nutrição, mapeamento de paisagens florestais, levantamentos sócio-econômicos e demográficos);

g) publicação de livros de autoria indígena e registro de patrimônio cultural imaterial (Cachoeira de Iauaretê, no livro dos lugares sagrados do IPHAN / MinC e Sistema Agrícola do Rio Negro, no livro dos saberes e fazeres do IPHAN / MinC);

h) Em julho de 2009, a Foirn e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) assinaram um Termo de Cooperação Técnica para promover novo modelo de gestão de terras indígenas, visando à implementação de ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável e a valorização da diversidade socioambiental da Bacia do Rio Negro. O Instituto Socioambiental (ISA), parceiro da Foirn desde sua fundação também faz parte desta cooperação. Do mesmo modo, em novembro de 2010, a Foirn, o ISA e o Ministério da Cultura (MinC) assinaram um Termo de Cooperação Técnica que visa a elaboração e implementação de um Programa Especial de Cultural para a região do rio Negro.