Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro


Pages Navigation Menu

Programa Regional de Desenvolvimento Indígena Sustentável

O Programa Regional de Desenvolvimento Indígena Sustentável é um conjunto de ações integradas que propõe implementar políticas públicas em parceria com o Governo Federal, Estadual, Municipal e Organizações Não-Governamentais, que vise o desenvolvimento regional sustentável adequado para os povos indígenas do rio Negro. O programa deve ser executado de acordo com nossas determinações e prioridades, valorizando o controle social e a nossa participação direta na sua execução. A base do PRDIS são as experiências adquiridas dos projetos pilotos implementados pela Foirn e seus parceiros. Esses projetos demonstram às políticas públicas que nossas propostas são construídas com participação ativa das comunidades indígenas e por isso são de acordo com a nossa realidade. O PRDIS também é fruto de uma séries de estudos realizados em parceria com importantes instituições de pesquisas como o Instituto Socioambiental e Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia. Esses estudos deram embasamento científico aos nossos projetos. Também realizamos o macrozoneamento das nossas terras indígenas, para assim conhecermos e apontarmos as potencialidades do nosso território. E ainda discutimos e nos conscientizamos da importância de proteger os nossos conhecimentos através da revitalização das nossas tradições. Tudo isso deu base para o que chamamos de Programa Regional de Desenvolvimento Indígena Sustentável.

Linhas de ações do PRDIS – Saúde, Proteção e Fiscalização das Terras Indígenas, Cidadania Indígena, Sustentabilidade e Segurança Alimentar, Educação Escolar Indígena, Formação e Fortalecimento das Associações Indígenas, Comunicação, Energia Alternativa e Renovável, Comercialização de Produtos Indígenas.

Saúde

A Federação sempre lutou pela melhoria da qualidade dos serviços de atenção à saúde para os povos rionegrinos.  Já acumulamos cinco anos experiência quando firmamos convênio com a Fundação Nacional de Saúde-Funasa e prestamos serviços de saúde às nossas comunidades indígenas. Hoje em dia, por meio do Controle Social, a Foirn continua lutando e articulando com as políticas públicas para garantir que esses serviços tenham continuidade, com qualidade e de acordo com as nossas especificidades.

Proteção e Fiscalização das Terras Indígenas

 

Destina-se a garantir o usufruto exclusivo, a proteção e fiscalização dos mais de 10 milhões de hectares de terras indígenas demarcadas no rio Negro. Acumulamos experiência com mais de cinco anos de implementação do projeto de Proteção e Fiscalização das Terras Indígenas que organizou viagens para as áreas mais remotas da nossa região. O projeto melhorou a sinalização dos limites do território, instalou casas de apoio, distribuiu equipamentos de radiofonia e criou novas comunidades indígenas em locais de fronteiras. A Foirn vai continuar articulando parcerias para manter essa linha de ação.

Cidadania Indígena

Como experiência modelo, a Foirn implementou o Balcão da Cidadania que durante dois anos fez parceria com o Ministério da Justiça e realizou campanhas de documentação básica nas comunidade do rio Negro. Além de emitir documentos básicos como RG, CPF e Título de Eleitor, a iniciativa também promoveu cursos de agentes indígenas da cidadania ensinando a população sobre seus direitos e como ter acesso aos órgãos públicos para obter documentação básica. A Foirn vai continuar articulando parcerias para manter essa linha de ação.

Formação e Fortalecimento das Associações Indígenas do rio Negro

Ao longo dos anos a Federação vem promovendo formações de lideranças e quadro técnico indígena. Essa ação se baseia na importância das novas lideranças poderem gerir suas associações de base, articulando políticas do movimento indígena do rio Negro dentro e fora das suas regiões. Essa linha de ação também colabora com a estruturação administrativa das associações filiadas à Foirn, para que as mesmas possam elaborar projetos comunitários com gestão própria.

Educação Escolar Indígena

 

A iniciativa tem como base a expansão dos projetos de educação escolar indígena iniciados pelas escolas pilotos: Escola Baniwa e Coripaco Pammáli no Alto Içana, Escola Tuyuka Ütapinopona no Alto Tiquié, Escola Tukano Yupuri no Médio Tiquié e a Escola Wanano Khumunu Wuu no Alto Waupés. Essas escolas tem como objetivo principal a valorização das línguas e culturas dos povos indígenas da região que juntamente com os conhecimentos científicos, vem profissionalizando jovens indígenas nas áreas de desenvolvimento regional indígena sustentável.

Sustentabilidade e Segurança Alimentar

A iniciativa facilita a implementação de projetos de sustentabilidade e de segurança alimentar. Desde 2001 a Foirn e seus parceiros vem desenvolvendo uma série de projetos pilotos como Piscicultura, Meliponicultura e Manejo Agroflorestal. Também incentivamos a valorização da nossa agrobiodiversidade através do plantio de frutas regionais, plantas medicinais e além do cultivo das variedades das mandiocas nas roças indígenas.  É de estratégia da Foirn a continuação e ampliação desses projetos para outras regiões do rio Negro e lutamos para os mesmos tenham apoio das políticas públicas.

Comunicação

Já implementamos sistemas de comunicação via radiofonia para todas as comunidades indígenas do rio Negro e agora queremos ampliar essa rede para que se estenda às áreas ainda desassistidas. Também vamos articular a instalações de telefones públicos e até o acesso à Internet via projetos de inclusão digital para nossa região. A Foirn acredita que o isolamento geográfico é vencido com implementação de adequados sistemas de comunicação nas comunidades. Isso vai possibilitar a melhoria de circulação de informação entre a sede da Federação e sua área de abrangência e também com outras regiões do país.

Energia Alternativa e Renovável

A Foirn vem articulando com parceiros e outras instâncias governamentais e não-governamentais a implementação de sistemas de geração de energia alternativa e renovável para as comunidades indígenas do rio Negro. Essas propostas vão desde a implementação de Sistemas Fotovoltaico (Solar) até de Energia Pico Hydropower. A Foirn acredita que esses sistemas devem aproveitar nossas potencializadas porém sem prejudicar o meio ambiente e que sejam viáveis financeiramente.

Comercialização de Produtos Indígenas
A iniciativa fomenta a valorização e a comercialização de artesanatos e outros produtos indígenas que proporcionam geração de renda para os morados da cidade e das comunidades. Um exemplo de sucesso é Casa de Produtos Indígenas do Rio Negro-Wariró (saiba mais) que é um centro de negócios inaugurado pela Federação que comercializa produtos do rio Negro tanto localmente como nacionalmente.