Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro


Pages Navigation Menu

Festival de Músicas Indígenas do Rio Negro – 2009

Escute aqui algumas músicas e falas dos índios do rio Negro, gravadas durante a realização do II Festival de Música Indígena e Adaptadas, organizado pela Foirn em parceria com Projeto Demonstrativo Povos Indígenas (PDPI) e o Instituto Socioambiental (ISA) .

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/01-Japurutu-Caiçara.mp3|titles=01 Japurutu Caiçara]

Música com instrumento japurutu-caiçara. O cantor, Luiz Baniwa, oference a música às mulheres durante o Festival.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/03-Japurutu-Acara.mp3]

Continuação da música acima.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/02-Cariçu-Piracema1.mp3|titles=02 Cariçu Piracema]

Música de autoria do povo baniwa. No discurso antes da música Luiz Baniwa fala da importância do uso desse instrumento, o cariçu, que é usado há várias gerações. Ele diz ter orgulho de continuar usando este instrumento, pois afirma que hoje em dia ele não é usado com frequência.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/04-Cariçu-Piracema-2.mp3]

Continuação da música acima.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/05-Japurutu-Andorinha.mp3]

Música Ttiripi no nome em Baniwa e Andorinha em português. O instrumento utilizado é o japurutu e a música é dançada e tocada somente por homens, sem nenhuma participacão de mulheres.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/06-Dança-da-Borboleta.mp3]

Música Makalho no nome em Baniwa e Borboleta em português. Tem esse nome pois é uma dança que cada mulheres troca de par durante o giro. O instrumento utilizado é o cariçu.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/09-Japurutu-Borboleta.mp3]

Continuação da música acima, dessa vez com outro instrumento, o japurutu.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/07-Japurutu-Bucho-de-Pirarucu.mp3]

Música puxada por Laureano. No final da música ele agradece por estar participando do Festival.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/08-Saúva-da-Caatinga.mp3]

Música Koohe no nome Baniwa e Saúva em português, dança tradicional do povo baniwa, onde os homens usam chocalho no pé e as mulheres entram na metade da dança para acompanhar.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/10-Maria-e-Prima.mp3]

Música cantada por Dona Luzia Baniwa. Fala da tristeza de mãe lembrando de uma filha que está longe. Dona Luzia chama sua filha, Mami, e a outra mulher que canta responde que a saudade é doce igual mel de abelha.

[audio:http://www.foirn.org.br/wp-content/uploads/2011/04/11-Sr.-Luis1.mp3]

Continuação da música acima dessa vez com a participação de Luiz Baniwa, o pai da menina que está longe.